terça-feira, 19 de maio de 2015

Perante Deus


George Gonsalves


Perante Deus
só posso estar pobre, fraco e inculto;
com o rosto descoberto,
sem argumentos ou desculpas

Perante Deus
perco-me em Sua infinitude
para poder me encontrar
tal qual eu sou

Perante Deus,
Ser incandescente de amor,
lanço-me na doce esperança
de acolhida eterna

Perante Deus
quero estar em eloquente silêncio,
terna contemplação
e devotada adoração

Perante Deus descubro:
meus recursos são escassos,
minha justiça inexiste
e meus talentos nada são
  

Um comentário:

Heloisa Zachello disse...

Perante Deus, me vem a pergunta: " Como eu, um ser que se tornou tão execrável pode ter sido tão valorizado pelo TODO PODEROSO? Perante Deus, eu me curvo, agradecida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...